quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Dias das crianças no GEAV






 Neste ano, o SOS Alegria ganhou dois grandes presentes: Erik e Sara - ambos integrantes do SOS, e que foram os responsáveis pela maior quantidade de brinquedos arrecadadas para o Dia das Crianças. Aqui deixamos o nosso muito obrigado, em nome do grupo, e dos rostinhos felizes que receberam os presentes!

domingo, 12 de setembro de 2010

Como ser um integrante?

           
               Para ser um menbro efetivo do SOS Alegria é necessário disposição - para utilizar seus finais de semana com o próximo; alegria - para transmitir durante as visitas e compromisso - para dar continuidade ao trabalho.
              O SOS Alegria é uma associação que exerce atividade não remunerada. sendo assim seus integrantes são voluntários. Mesmo se tratando de voluntariados, temos um compromisso, e este é fazer visitas geralmente quinzenalmente e aos domingos no Hospital Materno Infantil ( esta pode variar ocasionalmente em datas comemorativas, como Dia das crianças e Natal). Nossa atividade é voltada para o público infantil e acontece das 8h ao 12h.
             Como somos uma associação se m fins-lucrativos, todos os gastos (com acessórios, presentes, balões, gasolina) são divididos entre os menbros do grupo, ou quando conseguimos, por doações. Para ser um integrante fixo são necessárias assistir duas palestras - uma pela Organização dos Voluntários de Goiás (OVG) e outra pelo Hospital Materno Infantil (CCIH).
             Interessado(a)? Entre em contato conosco.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Acompanhante especial!

   A algumas visitas atrás tivemos a ilustre presença de Nathalia(xubizinho..kkk) na nossa visita de domingo!Puxando o saco um pouquinho porque ela é minha irmã(sou o palhaço chicreeete) e gostei muito do fato dela poder ver como é o trabalho.Lembrando também que a família de todos os integrantes, de uma forma ou de outra, contribue muito para o trabalho e é como uma equipe que dá força pra continuar!

sábado, 28 de agosto de 2010

Dia dos Pais na creche






Fotos do último Dia dos Pais na creche Nosso Lar, onde somos sempre convidados a fazer visitas em datas festivas.

domingo, 22 de agosto de 2010

Homenagem



                       Por que as melhores pessoas...
                              Porque as melhores pessoas...
                                                                                                  ... não são desse mundo.

Ele foi o primeiro dos integrantes que surgiu de maneira incomum. Um e-mail, um pensamento desconfiado, quem seria esse menino-homem que descobre a existência do nosso trabalho depois de alguns anos de atuação, e se mostra tão dedicado? Estranho. Suspeito.
O nome dele era Erik, ou como tinha tanto orgulho de ser - Dr. Cris.
Um presente Dele em nosso caminho, nosso ponta-pé, um exemplo, nosso anjo.
Fique em paz meu amigo.





Com você, passamos a acreditar em anjos.

SOS Alegria -Gyn

Mais recentes









Arquivo de Fotos Antigas




                                                                                                             
           





sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A inspiração : Patch Adams - O amor é contagioso

No ambiente silencioso e esterilizado de um hospital, um palhaço com sapatos gigantescos e um enorme nariz vermelho surge pela porta. Os pacientes que se cuidem... Rir é contagioso.  

A história real de Patch, paciente e, mais tarde, médico de uma instituição para doentes mentais, celebra o triunfo da busca insistente por um ideal. Sua vontade de tornar-se médico surgiu quando, ainda adolescente, foi internado numa clínica devido a uma depressão. Seu sonho começou a se tornar realidade no final dos anos 60, quando Patch estudou na Escola de Medicina da Virgínia e, em seguida, abriu o Instituto Gesundheit com uma abordagem mais personalizada da prática médica. Tudo estava bem, mas em meados dos anos 80, o Instituto Gesundheit começou a receber atenção da mídia sobre seus procedimento No ambiente silencioso e esterilizado de um hospital, um palhaço com sapatos gigantescos e um enorme nariz vermelho surge pela porta. Os pacientes que se cuidem... Rir é contagioso. A história real de Patch, paciente e, mais tarde, médico de uma instituição para doentes mentais, celebra o triunfo da busca insistente por um ideal. Sua vontade de tornar-se médico surgiu quando, ainda adolescente, foi internado numa clínica devido a uma depressão. Seu sonho começou a se tornar realidade no final dos anos 60, quando Patch estudou na Escola de Medicina da Virgínia e, em seguida, abriu o Instituto Gesundheit com uma abordagem mais personalizada da prática médica. Tudo estava bem, mas em meados dos anos 80, o Instituto Gesundheit começou a receber atenção da mídia sobre seus procedimentos terapêuticos nada ortodoxos. Os conflitos começaram. 

Em 1993, Patch escreveu um livro sobre seu trabalho explicando suas prescrições inspiradas no humor e o porquê de querer vestir-se de gorila, de encher uma sala com balões ou uma banheira com macarrão - tudo para conseguir um sorriso, realizar uma conexão emocional com seus pacientes, ou conseguir levar um simples momento de prazer aos doentes. O doutor Patch proclama: "Todos sabemos como o amor é importante e, mesmo assim, quão frequentemente o demonstramos? Quantas pessoas doentes neste mundo sofrem de solidão, tédio e medo que não podem ser curadas com uma simples pílula?". Utilizando métodos nada convencionais e surpresas incríveis para aplacar a ansiedade dos pacientes, Patch foi o pioneiro na idéia, até então radical, de que os médicos devem tratar as pessoas, e não apenas a doença. Compaixão, envolvimento e empatia têm tanto valor quanto remédios e avanços tecnológicos.s terapêuticos nada ortodoxos. Os conflitos começaram. Em 1993, Patch escreveu um livro sobre seu trabalho explicando suas prescrições inspiradas no humor e o porquê de querer vestir-se de gorila, de encher uma sala com balões ou uma banheira com macarrão - tudo para conseguir um sorriso, realizar uma conexão emocional com seus pacientes, ou conseguir levar um simples momento de prazer aos doentes. O doutor Patch proclama: "Todos sabemos como o amor é importante e, mesmo assim, quão frequentemente o demonstramos? Quantas pessoas doentes neste mundo sofrem de solidão, tédio e medo que não podem ser curadas com uma simples pílula?". Utilizando métodos nada convencionais e surpresas incríveis para aplacar a ansiedade dos pacientes, Patch foi o pioneiro na idéia, até então radical, de que os médicos devem tratar as pessoas, e não apenas a doença. Compaixão, envolvimento e empatia têm tanto valor quanto remédios e avanços tecnológicos.

Apresentação

O SOS Alegria é um grupo que existe desde 2007, e atua principalmente no Hospital Materno Infantil - Goiânia. Seus integrantes são voluntários e realizam o trabalho quinzenalmente aos domingos, fazendo visitas as crianças hospitalizadas pelas manhãs. Somos jovens, estudantes de diversas áreas e faculdades que se unem pelo objetivo de levar um pouco de carinho, alegria e atenção a essas crianças.